Caso Mayorga: Cristiano Ronaldo pede encerramento do processo cível na justiça norte-americana
Recorde-se que Ronaldo foi ilibado do processo criminal em julho.
Recorde-se que Ronaldo foi ilibado do processo criminal em julho.

Créditos do fotógrafo Direitos Reservados

Redação Por Redação 25/10/2019
    Compartilhe:

Há novos desenvolvimentos sobre o caso Mayorga. Desta vez, por parte de Cristiano Ronaldo, que terá pedido através dos seus representantes o encerramento do processo cível, após serem divulgados emails trocados entre os procuradores norte-americanos e os advogados de Kathryn Mayorga. Estes dão conta de que o ADN disponibilizado pelo craque, no início do ano, é compatível com aquele que foi retirado do ânus e vagina da professora, que acusa o jogador de violação.

De acordo com as agências internacionais, os advogados do atleta apresentaram ao Tribunal Federal dos Estados Unidos um novo documento a solicitar que o processo seja retirado, ou então que possa ser resolvido fora da barra do tribunal, com a elaboração de um novo acordo entre as partes. 


Por outro lado, o Mais Futebol avança que Ronaldo não está disponível para chegar a acordo com a mulher que o acusa de violação. O craque, que afirma estar inocente, terá dito aos advogados que a elaboração de um pacto com Mayorga não faz sentido, uma vez que já havia sido viabilizado um outro, em 2009, com o pagamento de 375 mil euros. A norte-americana continua firme em relação ao processo cível que moveu contra o craque, exigindo uma nova indemnização. 

Recorde-se que Ronaldo foi ilibado do processo criminal, em julho, pela Procuradoria de Clark County, no estado do Nevada. "As alegações de agressão sexual contra Ronaldo não podem ser provadas, além da dúvida razoável", explicou o órgão jurídico em comunicado.

Comente com o facebook

Publicidade