CR7 deve voltar para a Espanha
"a verdade é que construiu uma ligação especial com Espanha e quando foi viver para Itália começou a sentir muitas saudades da vida lá"

Créditos do fotógrafo Direitos Reservados

Redação Por Redação 06/08/2019
    Compartilhe:

Há um ano, parecia praticamente impossível ver Cristiano Ronaldo, sorridente, a passear por Madrid antes de receber um prémio de um dos mais prestigiados jornais desportivos espanhóis. 

O jogador saiu do Real em rota de colisão com a direção, foi atacado por adeptos, e até com a Justiça espanhola teve problemas, tendo sido condenado a pagar quase 20 milhões de euros ao Fisco. 
 

Agora, as nuvens parecem ter passado e CR7 já fez as pazes com o país vizinho. Aliás, os ventos estão tão favoráveis que o craque já começou a equacionar o regresso nos próximos anos. E foi isso mesmo que deu a entender numa entrevista recente, em que assumiu sentir saudades da vida na capital espanhola. 

"Imagino-me a viver em Madrid. Como já disse antes, é uma cidade que todos adoramos e, por isso, não descartamos essa hipótese. Mas agora estou focado em Itália e na Juventus e estamos todos muito felizes, mas nunca se sabe. Esta foi uma cidade na qual vivemos momentos muito bonitos e claro que posso vir a viver aqui", fez saber ao jornal ‘Marca’.

Uma entrevista que vai ao encontro das ‘movimentações’ do craque português, de 34 anos, nos últimos tempos. 

O primeiro sinal de que um regresso a Madrid estaria a ser preparado foi o investimento numa clínica de implantes capilares em Espanha. E os alarmes continuaram a soar quando o craque decidiu investir numa mansão milionária em Marbelha, no Sul daquele país. 

"A verdade é que houve tempos em que o Cristiano se imaginou a viver nos Estados Unidos mas, além de ter ficado um bocado desencantado com o país por causa do caso Mayorga, a verdade é que construiu uma ligação especial com Espanha e quando foi viver para Itália começou a sentir muitas saudades da vida lá", começa por contar uma fonte, acrescentando que Georgina Rodríguez também tem peso nesta decisão. 

"A Gio acompanha o Cristiano para onde quer que ele vá, mas claro que para ela casa é em Espanha. E gostava que criassem os filhos lá. Para os dois, é o mais próximo que sentem como casa, foi onde se conheceram, onde se apaixonaram e onde os filhos viveram a maior parte do tempo. Faz sentido voltarem para lá e começam a preparar terreno nesse sentido, mas como é natural essa mudança só irá acontecer quando o Cristiano Ronaldo terminar a carreira."

Comente com o facebook

Publicidade