Ex-assessora de ministro da Economia está no novo reality da SIC
Ao todo, são 12 os concorrentes que, nesta edição, vão testar os limites do amor num reality show
Ao todo, são 12 os concorrentes que, nesta edição, vão testar os limites do amor num reality show

Créditos do fotógrafo Direitos Reservados

Redação Por Redação 16/10/2019
    Compartilhe:

Arrancou no domingo a segunda temporada do reality show ‘Casados à Primeira Vista’, da SIC, e, entre os concorrentes que entraram à procura do amor, houve uma cara que chamou a atenção dos portugueses. Até porque já não é a primeira vez que a veem no pequeno ecrã. Trata-se de Marta Rangel, uma ex-jornalista, de 37 anos, que já trabalhou para a RTP e Económico TV e, em 2016, foi assessora do então ministro da Economia Manuel Caldeira Cabral, do governo liderado por António Costa.

No programa, Marta apresentou-se como jornalista, mas a verdade é que o seu nome já não consta da lista pública de detentores da carteira profissional de jornalista. O apelido Rangel também deu que falar, mas, segundo o Correio da Manhã apurou, não há qualquer relação entre a concorrente e o falecido jornalista Emídio Rangel.

No primeiro episódio de ‘Casados à Primeira Vista’, a comunicadora protagoniza ainda um dos momentos mais insólitos do reality show conduzido por Diana Chaves, ao revelar, no final do programa, que já conhecia o noivo com quem trocou alianças, Luís. "Isto é surreal demais. Qual é a probabilidade, entre milhares de candidaturas, de eu vir a calhar no altar com uma pessoa que conheço e com quem já saí uma vez?", desabafou Marta Rangel, que teve ainda uma madrinha conhecida dos portugueses: a apresentadora Lara Afonso.

Ao todo, são 12 os concorrentes que, nesta edição, vão testar os limites do amor num reality show em que desconhecidos trocam alianças. Mais uma vez, a anfitriã do formato é Diana Chaves, que se mostra radiante por ser a escolhida para um programa que, garante, já a ajudou a melhorar a relação com César Peixoto.

Comente com o facebook

Publicidade