Urgente: candidato a presidência do Brasil, Jair Bolsonaro, terá sido esfaqueado durante acto de campanha eleitoral
O deputado e candidato a presidência do Brasil, Jair Bolsonaro, terá sido esfaqueado durante compromisso de campanha em Juiz de Fora, Minas Gerais.
O deputado e candidato a presidência do Brasil, Jair Bolsonaro, terá sido esfaqueado durante compromisso de campanha em Juiz de Fora, Minas Gerais.

Créditos do fotógrafo Direitos Reservados

Hebert Neri Por Hebert Neri 06/09/2018
    Compartilhe:

O candidato a presidência do Brasil, que concorre no pleito de 2018 pelo PSL (Partido Social Liberal) terá sido esfaqueado durante passeata na cidade de Juíz de Fora, em Minas Gerais, região sudeste do Brasil, a 1.226 quilômetros da capital, Brasília.

O candidato cumpria compromisso de campanha, em caminhada pelas ruas, conversando com eleitores, quando supostamente terá sido esfaqueado em meio à multidão.

O ocorrido foi confirmado pelo seu filho, Flavio Bolsonaro, pelo Twitter, que também é candidato no pleito deste ano, a concorrer pela vaga de senador do estado do Rio de Janeiro.

Bolsonaro deu entrada na emergência da Santa Casa de Juiz de Fora. A assessoria de imprensa do hospital confirmou que o candidato deu entrada no setor de urgência e emergência, mas não soube  informar o actual estado de saúde dele. 

Polémica

Bolsonaro é considerado um candidato de extrema direita, tido como "Donald Trump Brasileiro", e num cenário sem o ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva, tem liderado as pesquisas de intenção de voto, com 22%, a frente do segundo colocado, Marina Silva, com 14%. 

O candidato é polémico, e conhecido por suas declarações controversas e diretas, que desafiam o politicamente incorrecto. O candidato posiciona-se contra os movimentos de Esquerda, e causas socialistas e comunistas.

Bolsonaro tem sido acusado pela Esquerda política do Brasil, como PT (Partido dos Trabalhadores) e PSOL (Partido Socialismo e Liberdade), de apoiar supostos torturadores, como o Coronel Brilhante Ustra, assim como acusações de homofobia e maus tratos a mulheres. O candidato nega todas as acusações, e conta com milhões de apoiadores de suas idéias conservadoras.

 

Actualização (8:46PM Horário de Lisboa):

Informações recentes afirmam que o candidato passa bem, e que as perfurações foram superficiais. Não há, no entanto, informações mais detalhadas.

Comente com o facebook

Publicidade